Pular para o conteúdo principal

O retorno da Sharp ao Brasil

(Portal Exame 31.10.2005)

Depois de cinco anos, a empresa japonesa traz sua marca de volta ao país

EXAME A Sharp, um dos maiores conglomerados do Japão, tem com o Brasil um histórico de amor e ódio. Por mais de 30 anos, TVs, aparelhos de som e eletroeletrônicos da marca eram vendidos no país graças a um acordo com o grupo Machline. Os japoneses chegaram à liderança em TVs no início dos anos 90. Oito anos depois da morte de Matias Machline, que liderou uma das maiores empresas do país, o grupo foi à falência. Os produtos Sharp praticamente desapareceram. Há poucos dias, o americano Edward Fuller, vice-presidente da Sharp para a América Latina, esteve no Brasil para preparar o retorno da marca. Fuller considera vencida a batalha judicial com os herdeiros de Machline. Desde o pedido de concordata dos Machline, em 2000, os japoneses vinham brigando na Justiça para reaver o controle da marca no Brasil. "Agora, a marca Sharp foi excluída da massa falida", disse Fuller a EXAME. "Como não resta dúvida de que a marca sempre nos pertenceu, podemos voltar."


Os japoneses ainda estão fechando acordos com empresas instaladas aqui para fabricar os eletroeletrônicos mais populares. O executivo diz que, até o próximo ano, deve ser escolhida uma empresa para fabricá-los. Até lá, a Sharp venderá por meio de empresas de importação. Produtos para o mercado corporativo, como monitores e copiadoras multifuncionais, já são vendidos. As parcerias não deverão ser exclusivas, como no passado. "Aprendemos a lição", diz Fuller. "Nunca vivemos algo parecido com o que ocorreu com a família Machline." A Sharp estuda ainda a possibilidade de abrir uma fábrica aqui quando o mercado de TVs de cristal líquido, seu produto mais vendido no mundo, estiver mais desenvolvido. "As TVs de cristal líquido têm potencial para substituir boa parte das tradicionais", diz. Quais as chances de a Sharp se dar bem na disputa com a LG e a Samsung, que avançaram no Brasil nesse tempo de ausência? Os analistas acreditam que a marca Sharp ainda é bastante conhecida e pode incomodar. Mas o longo tempo fora do mercado tem seu preço. "Para se restabelecer no Brasil, a Sharp precisa de uma boa rede de assistência técnica", diz o consultor Fernando Fernandes, da Booz Allen Hamilton. "Isso nem sempre é simples."
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

E-Commerce: Mulheres pesquisam ANTES de comprar pela internet

Estudo realizado por agência especializada em marketing feminino aponta que a internet influencia a maioria das brasileiras antes de comprar um produto ou contratar um serviço
A internet é a principal mídia consumida pelas mulheres que passam em média 40 horas semanais, no trabalho e em casa. Segundo a pesquisa feita pela agência de marketing feminino, Sophia Mind, que entrevistou seis mil brasileiras de cinco regiões do país, 67% das usuárias de internet buscam informações na rede sobre produtos ou serviços, antes de adquiri-los.
Isso mesmo, elas são mais cuidadosas e precavidas! Apesar de o e-commerce ser dominado pelas mulheres – 70% das compras pela web é feita pelo público feminino no Brasil –, não se engane, elas pensam em tudo e, na maioria das vezes, fazem consultas de preços e da qualidade do que vão consumir.

Quando a vida pede um tempo

A gente sempre se condiciona ao fato de que não devemos parar, nunca.
Devemos sempre estar em movimento, sempre criando, comprando, saindo, fazendo ufaaa, mesmo exaustas, temos que continuar.
Um belo dia a vida te grita: PARA! AGORA!

É difícil aceitar, claro, resmunguei, briguei comigo e com todos os santos possíveis, questionei, afinal, com tanta gente no mundo, "porque eu? Justamente eu"
Agora que estou em um momento tão legal da minha carreira, finalmente trabalhando no que gosto, com quem gosto, estável.

Planejando silicone, lipo, abdominoplastia.. mas PAREI

Agora, vou dar uma pausa na minha vida, já estou começando a desacelerar, indo contrária a qualquer tendência regional/mundial.

Em breve darei maiores detalhes do motivo que me levou a ter que aceitar e parar.


Comentarios

Consegui arrumar os comentarios agora podem escrever a vontade galera... Eu tô chorando, odeio despedida, meu primo foi morar em Londres e acabou de ir embora....agora eu só vejo ele, lá pro ano que vem.....buá!!!!!:-(Mas, que ele seja feliz!!! Boa sorte primão!!!!!:-)